Voltar

Blog

Indique para alguém

As ciclovias e o mercado imobiliário

08 de junho de 2016

A utilização das bicicletas como transporte alternativo vem crescendo de forma significativa. O investimento em infraestrutura para acomodar essa modalidade tem mudado o formato das rodovias. Já podem ser notados efeitos positivos para o mercado imobiliário, que vem utilizando do transporte alternativo como atrativo para a venda de imóveis.

Já sendo uma tendência mundial, é visível que quanto mais desenvolvido o País, mais as pessoas usam esse tipo de transporte. Uma cidade que contenha uma rede eficiente de ciclovias, áreas para caminhadas e outras opções de transportes, influencia na modelagem dos produtos imobiliários no mercado. O uso das bicicletas atrai mais adeptos a cada dia, em especial no verão, quando as temperaturas e o horário diferenciado favorecem a prática de exercícios. Contudo, a falta de estrutura e implantação de redes panejadas de ciclovias, que sejam seguras, confortáveis e abrangentes do ponto de vista de deslocamentos ainda prejudica muitos adeptos ao modal.

A opção pelo uso da bicicleta também é um importante fator que auxilia na redução e eliminação de agentes poluentes e na melhoria da saúde da população. Porém, para inserção nos deslocamentos urbanos faz com que seja necessária uma abordagem dentro de um plano macro que preveja integração com os demais meios e transportes alternativos. Outro problema com as ciclovias brasileiras é a extensão limitada, com trechos que não se conectam, sem integração com os outros tipos de transportes e poucos estacionamentos.

Em São Paulo, por exemplo, o número de ciclistas cresceu 50% em um ano, de acordo com pesquisa Ibope. Os dados mostram que em 2014 a cidade conquistou 86,1 mil ciclistas. Em parte, o período coincide com a ampliação das ciclovias da capital paulista. Em 2013, o levantamento sinalizou que 174,1 mil pessoas utilizavam bicicletas como meio de transporte diário, um ano depois o dado subiu para 261 mil.

Além de ser uma opção de lazer, o uso da bicicleta como meio de transporte se tornou um hábito por parte da maioria da população. O mercado imobiliário, assim como outros setores das cidades, deve se ajustar a essa mudança de estilo de vida, buscando diferentes estratégias para atrair o consumidor.